segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Um Estranho Despertar



Por Carcius Jacinto


Era sábado, uma manhã fria de outono em Jackson, um condado do Kansas. Michael acorda com o seu cachorro lambendo sua cara e se arrastando aos seus pés umas oito da manhã. Na verdade ele deveria ter sido acordado às 7 horas para ir trabalhar, mas o despertador não tocou nem sua mãe viera lhe chamar.
Ele levanta assustado, preocupado com o atraso e corre para escovar os dentes e tomar banho, passa pela copa e percebe que ninguém tomou café, aliás que nem tem café na mesa. De repente ele cai na real e enfim percebe que está só em casa. Ninguém está nos quartos nem em nenhum lugar que ele procure. Então ele liga para o celular de todas as pessoas da casa e todos os números tocam normalmente... nos quartos de cada um!
Desesperado Michael abre a porta e parte em direção às casas dos vizinhos para saber se alguém viu seus familiares. Enquanto corre, ele vê passar um filme em sua cabeça sobre todos os momentos felizes que vivera com seus pais e irmãos. Não podia ser verdade aquilo que estava acontecendo. Mas era tudo tão real e ao mesmo tempo tão louco... Para sua surpresa, Michael não encontra ninguém nas ruas ou nas outras casas próximas da sua.
Então ele corre sem destino pelas avenidas do seu bairro gritando pelo nome de seus familiares e de repente ele escuta ao longe o som do alarme do relógio do seu quarto e acorda assustado e aliviado por ver que era tudo um sonho, apenas um terrível pesadelo.
Mesmo assim Michael levanta-se, dessa vez desconfiado, e procura pelos outros integrantes de sua família e para sua alegria estavam todos ali: mãe, pai, irmão, irmã e até o seu cachorro lambão estava embaixo da mesa.
Sem comentar nada Michael beijou todos e agradeceu a Deus por ter todos os seus familiares ali com ele. E então foi trabalhar pensando no seu sonho estranho e em como ele precisava dar valor àquelas pessoas tão especiais que ele via todos os dias, mas que estaria completamente perdido se de repente acordasse sem eles.




Copyright 2013 (c) - Todos os direitos reservados. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

8 comentários:

  1. Para fazer pensar... A verdade é que só damos valor ao que estamos em risco de perder.

    ResponderExcluir
  2. Conto interessante com boa dose de suspense.

    ResponderExcluir
  3. O que mais se vê nesta vida, pessoas que vivem com invisíveis até que tomam um tropeção, para entender, que o bom da vida esteve sempre do seu lado.
    Beleza de conto com reflexão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Toninho Bira, por sua apreciação. Abraços!

      Excluir

Caro(a) Leitor(a), comentários são responsabilidade do(a) comentarista e serão respondidos no local em que foram postados. Adotamos esta política para melhor gerenciar informações. Grata pela compreensão, muito grata por seu comentário. Um abraço fraterno, volte sempre!